Carne na brasa e vinho na taça, aprenda a preparar churrasco harmonizado

Carne na brasa e vinho na taça, aprenda a preparar churrasco harmonizado

Imagem ilustrativa. Foto: Kitchenaid.

A bebidas de Baco tem se tornado mais democrática e presente em todos os momentos, inclusive naquele domingão de churrasco. Mas é preciso ficar atento a harmonização pois sal e tanino são duas coisas que não combinam e chegam, inclusive, a brigar na boca. Para fazer a escolha certa da uva e mandar super bem com seus amigos e familiares fique ligado nas dicas da Sonoma, conforme cada tipo de carne do seu churrasco.

Picanha

Vinho: Malbec – Dificilmente falta em um churrasco. Por ser uma carne gordurosa será ideal um vinho com maior acidez e taninos para limpar aquela capa de gordura que envolve suas papilas a cada mordida.

Fraldinha e maminha
Vinho: Merlot – Esta é uma carne fibrosa e macia, porém sem muita gordura. Ela não exige um vinho bem encorpado, mas que seja igualmente macio, fácil e com ganimos redondos.

Cupim
Vinho: Espumante Brut – por ser uma carne macia porém um pouco seca, a sugestão de harmonização fica por conta de um espumante Brut pois o perlage, borbulhas, ajudaria a encher a boca e supriria a falta de líquido da carne.


Costela

Vinho: Syrah – por ser gordura e macia, a costela chega a derreter na boca. Se for acompanhada de molho barbecue ela ganhará notas de especiais e será um pouco picante, por isso é ideal um vinho de médio corpo com notas de especiarias como o Syrah.

Alcatra
Vinho: Barbera – por ser uma carne fibrosa, macia e sem tanta gordura, assim como a picanha, a alcatra harmoniza muito bem com um vinho de corpo médio, boa acidez e estrutura como vinhos da casta Barbera.

Contrafilé
Vinho: Tannat – os pedaços de comtrafilé, sendo eles a bisteca ou chuleta, bife ancho, bife de chourizo ou angosto apresentam algumas especificidades mas se maneira geral, são carnes fibrosas e suculentas. A sugestão para harmonização fica por conta da uva Tannat.

Frango
Vinho: Sauvignon Blanc e Rosé da Provença – com pouca gordura as carnes brancas leves pedem vinhos aromáticos e com acidez equilibrada. A sugestão é um Sauvignon Blanc. Já a sobrecoxa e o coraçãozinho de frango por serem mais gordurosas precisam de um vinho mais leve, com um pouco mais de mineralidade e acidez gostosa, a indicação fica por conta de rosé da Provença.

Linguiça
Vinho: Rosé Brut e Riesling – ideal para linguiças suculentas e com certa gordura é o espumante Brut. Se a linguiça por apimentada a melhor escolha é um Riesling.

Costela de porco
Vinho: Shiraz e Rhône – por ter um sabor mais acentuado que a costela de boi, a suína chega até a ter algumas notas de especiarias. Uma boa sugestão é apostar em um Shiraz ou tinto do Rhône – corpo médio, boa acidez com notas de pimenta.


Peixes grelhados

Vinho: Sauvignon Blanc, Chardonnay e Pinot Noir – para peixes leves e delicados como pescado e namorado, o acompanhamento ideal é um vinho aromático, fresco e rico em acidez como o Sauvingnon Blanc. Já os peixes mais gordurosos, como o salmão, harmonizam bem com um branco encorpado. Uma outra possibilidade é o Chardonnay, mas também seguram um tinto leve como o Pinot Noir.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*