Praça de alimentação camarote do Reino. Foto: Repórter Gourmet.

Camarotes apostam em praças de alimentação

A cada ano foliõies procuram espaços exclusivos com atrações à parte dos circuitos. Nos camarotes, a diversão fica por conta dos shows e serviços personalizados. Em alguns, são instalados praças de alimentação com opções gastronômicas pagas e ao estilo fast food.

Parecidas com as praças de alimentação dos shoppings, elas oferecem um menu diversificado, um serviço ágil, praticidade ao comer, tendo algumas opções que dispensam atém mesmo os talhares, e contam com um cardápio a preço popular.

No Camarote do Reino, o ambiente é climatizado e proporciona conforto na hora de fazer aquela boquinha. E este ano, o espaço tornou-se mais atrativo e acolhedor que ano passado.

Praça de alimentação camarote do Reino. Foto: Repórter Gourmet.
Praça de alimentação Camarote do Reino. Foto: Repórter Gourmet.

A casa de Durval Lelys, traz marcas como Erculano, Shiro Temaki, Sanduíche Hall e a Doceria Ganache. O folião pode escolher entre um risoto de camarão (25 reais), do restaurante Erculano, como um hambúrguer e fritas (14 reais) da Sanduíche Hall. E para a sobremesa, uma torta de chocolate (13 reais) da Ganache.

O restaurante Oliva Gourmet, presente no camarote Skol Beats Senses, optou em oferecer lanches, como kibe e esfirra (ambos 8 reais). As fatias de pizzas (12 reais) são recorde de vendas do Oliva. Segundo Elton Gonçalves, pizzaiolo da casa, são produzidas por dia uma média de 2.800 fatias de pizza.

Praça de alimentação camarote Skol Beats Senses. Foto: Repórter Gourmet.
Praça de alimentação camarote Skol Beats Senses. Foto: Repórter Gourmet.

Para a estudante Cecília Matos, 24, que curti o carnaval no camarote Skol, o importante é ter opções práticas na hora de reabastecer as energias. O importante para ela são as atrações musicais do espaço. “Quanto mais elaborada é a comida mais tempo ela demora para ser feita e mais difícil será para comer. Por isso escolho opções práticas como pizza, salgados ou mesmo churrasquinho”, afirma a estudante.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*